quinta-feira, 11 de setembro de 2014

"CURE A SI MESMO" - Reflexologia II

REFLEXOLOGIA II

MECANISMOS da REFLEXOLOGIA
Caminhar é Viver3

“A arte de Cura Natural é baseada no princípio de que existem reflexos nos pés, mãos e orelhas e as suas áreas de referência dentro da zona de áreas afins, que correspondem a todas as partes, glândula e órgão do corpo”.
Através da aplicação de pressão sobre esses reflexos, sem o uso de ferramentas, cremes ou loções, os pés, sendo a principal área de aplicação, a reflexologia alivia a tensão, melhora a circulação e ajuda a promover a função natural das áreas relacionadas do corpo”.
Outro princípio da reflexologia é a crença de que os praticantes podem aliviar o stress e dor em outras partes do corpo através da manipulação dos pés. 
Uma explicação alegou que a pressão recebida nos pés podem enviar sinais de "equilíbrio" do sistema nervoso ou libertam substâncias químicas, como as endorfinas, que reduzem o estresse e dor.

Reflexologia - Europa - Séc XV
REFLEXOTERAPIA é a utilização terapêutica da REFLEXOLOGIA
É uma técnica de tratamento por meio de estímulos em uma área reflexa.
REFLEXOLOGIA é o estudo das delimitações destas áreas, assim como as suas funções e ações diante das patologias humanas.
É um dos recursos da medicina natural, holística, ou medicina complementar, anteriormente conhecida como medicina alternativa, e também considerada por setores hegemônicos do paradigma científico da prática médica como pseudociência.
Em 2009 uma revisão sistemática de experimentos aleatórios controlados concluiu que "A melhor evidência existente até o momento não demonstra que a reflexologia é eficaz no tratamento de qualquer condição médica".
Do In, de origem japonesa, e o Tui Na, de origem chinesa, incluem princípios de Reflexoterapia como estes entre seus tratamentos.
A idéia unificada é que algumas áreas no pé correspondem às áreas do corpo, e que as manipulando pode melhorar a saúde através do "chi".
Uma suposta explicação é que a pressão recebida pelo pé (ou outra parte do corpo) pode enviar sinais que "equilibram" o sistema nervoso ou que liberam químicas como a endorfina que reduz o stress e dores. 

REFLEXOLOGIA3
MÃO1
MÃO2
    REFLEXOLOGIA11REFLEXOLOGIA2
ÁREAS REFLEXAS
As principais áreas reflexas trabalhadas são: 
As mãos (reflexo palmar);
Os pés (reflexo podal);
As orelhas (reflexo auricular);
A coluna (reflexo vertebral);
A face (reflexo facial);
O crânio (reflexo cranial);
A boca reflexo (bocal)
Nas Mãos
Nas mãos e nos pés, a região mais próxima à ponta dos dedos corresponderia à cabeça e a região mais próxima ao pulso e ao tornozelo à região do quadril.
Nos Pés
Os praticantes desta técnica acreditam que existem pontos nos pés que refletem a situação da saúde do corpo humano por inteiro.
Por isto, estimulam-se estas áreas para aliviar dores, distúrbios orgânicos, emocionais (leves) e de várias partes do corpo, gerando assim um grande equilíbrio corporal, da maneira mais simples possível.
Sir William Osler (1849 –1919) médico canadense, sendo um dos ícones da medicina moderna, chamado por vezes de "pai" dela, era um conhecedor e defensor da Reflexologia Podal, tendo um dia afirmado que: "Quando os nervos dos olhos e dos pés forem corretamente entendidos, haverá menos necessidade de intervenções cirúrgicas".
Nas Orelhas
A auriculopuntura é uma das técnicas de estimulação, de origem chinesa, para a qual se tem testado hipóteses quanto ao seu mecanismo de ação através da reflexologia, especialmente por conexões anatômicas, já identificadas, do pavilhão auricular com o sistema nervoso autônomo – SNA.
Requerem-se ainda experimentos do tipo duplo-cego avaliando-se modificações autonômicas ou clínicas comparando esta estimulação com outras formas de modificação do SNA, e que também ainda não existe um consenso quanto aos pontos auriculares e seus efeitos. 
A auriculoacupuntura, portanto é uma possibilidade terapêutica que se fundamenta na medicina tradicional chinesa e experiências empíricas com poucos resultados publicados.
USO PELA POPULAÇÃO
A reflexologia é uma das terapias alternativas mais usadas na Dinamarca. 
Uma pesquisa nacional de 2005 mostrou que 21,4% da população dinamarquesa tinham usado a reflexologia em algum momento da vida e 6,1% já haviam utilizado reflexologia no ano anterior.
Um estudo da Noruega mostrou que 5,6% da população norueguesa em 2007 tinham usado a reflexologia nos últimos 12 meses.
 No Reino Unido, a reflexologia é coordenada de forma voluntária pelo Conselho de Saúde Complementar e Natural (CNHC). 
Registrantes são obrigados a cumprir as normas de Proficiência delineadas por profissão e Conselhos específicos.
REFLEXOLOGIA  - TERAPIA COMPLEMENTAR 

 A reflexologia pode ser utilizada como terapia complementar e auxiliar no tratamento das mais diversas doenças e ainda, é uma técnica eficaz para aliviar as dores e tensões do dia a dia. 
É comumente utilizada nos seguintes casos:
    Dores:
Torcicolo
Dores na coluna
Ciatalgia (dor no nervo ciático)
Dor de garganta
Dor de cabeça e enxaqueca
Dor muscular
Dor no estômago
    Doenças Inflamatórias:
Cistite
Amidgalite
Sinusite
Rinite
    Disfunções ginecológicas e urogenitais:
Síndrome do ovário policístico
Cólicas menstruais
Tensão pré-menstrual
Impotência Sexual
Menopausa
    Doenças Gastrointestinais:
Gastrite
Azia
Má digestão
Hemorróida
Constipação Intestinal (intestino preso e preguiçoso)
    Febre
Inflamações agudas
Infecções e feridas nos pés
Gravidez (até o 3º mês de gestação)
Trombose
Tromboflebite
Diabetes descompensada
Outros:
Depressão
Ansiedade
Vertigem ou tontura
Zumbido no ouvido
Insônia
Asma


    SISTEMA NERVOSO

O Sistema Nervoso é o sistema "ELÉTRICO" do corpo e o mais complexo.
Sem os nervos, os órgãos do corpo não poderiam funcionar.
Todas as partes do corpo, são controladas por mensagens enviadas através das
vias neurais.
O Sistema Nervoso é dividido em: Sistema Nervoso Central, Periférico e Autôno-
mo.
O Sistema Nervoso Autônomo controla os atos voluntários dos órgãos internos, 
músculos e glândulas.
Esse Sistema divide-se em duas partes: Simpático e Parassimpático.
Um Reflexo é uma resposta inconsciente e involuntária a um estímulo.
Para que uma reação Reflexa ocorra é preciso que haja um estímulo.
No caso da REFLEXOLOGIA, o ESTÍMULO é proporcionado pela pressão
aplicada
ás áreas reflexas dos PÉS.
Isso ativa o impulso nervoso eletroquímico que é conduzido até o sistema
nervoso central por meio de um neurônio motor (eferente), que provoca uma
resposta.
A REFLEXOLOGIA, ao estimular milhares de terminações nervosas que existem
nos pés, estimula a desobstrução e purificação das vias neurais.

Caminhar é Viver2    Caminhar é viver1                     

RESUMO REFLEXOLOGIA

Antiga - 4000 AC - 1850 DC

1- China
2- Romanos
3- Egito
4- Índia
5- Europa

Moderna - 1850 - 1962

  • 2300 AC - Uma antiga tumba escavada em Saqqara indica que os antigos egípcios praticavam a reflexoterapia.
  • 1582 - Livro sobre Terapia Zonal dos Drs. Adamus e A'tatis publicado na Europa. 
  • 1690 - Os índios Cherokee usavam uma forma de reflexologia desde o século 17 e continuam a fazê-lo até hoje, como parte de seu ritual de cura. 
  • 1813 - Dr. Ling fundou o Instituto Central de Reflexologia do pé em Estocolmo; desse centro saíram práticos notáveis como: Brauting, Liedbeck, Georgil e outros, que introduziram a massagem em Londres, Paris, Moscou, Viena e Roma. 
  • Na França destacaram-se, na divulgação da massagem reflexógena e suas vantagens, Leon Petit, Berne e Hugon. 
  • Na Alemanha, Brumm, Vide e Mezger. 
  • Na Itália, Netro e Obermann. 
  • Na Finlândia fundou-se a melhor escola do mundo em reflexologia comandada pelo Dr. Harts, que obedeceu rigorosamente bases científicas.
  • Na época médicos reconheceram a reflexologia como processo curativo, baseado em pesquisas científica dos resultados obtidos na cura de diversas doenças, pois mantinham em várias clínicas reflexologistas experientes que atuavam junto com os tratamentos da ciência médica.
  • Os resultados das pesquisas feita chegaram as conclusões que o tratamento reflexológico tem dois efeitos ou ações: 
  • (mecânico ou direto)
  • (fisiológico ou indireto de efeitos remotos ou distantes) 
  • Direto: (atua no sistema circulatório, na corrente linfática, corrente venosa e nos líquidos de exsudação e derrame, ao sistema nervoso consistem por um lado, na distensão dos feixes nervosos e, por outro lado, na reabsorção dos exsudados que provocam a compressão desses feixes; ao sistema muscular acarreta o aumento da contratibilidade e diminuição da fadiga.
  • Indireto (manifestam-se nos diferentes setores do metabolismo orgânico. Na circulação ,faz-se sentir por meio de mudanças vasoconstritoras, e vasodilatadora, dependendo da necessidade do organismo, observa ainda, aceleração das pancadas do coração, estende-se ao sistema muscular, à pele, sistema urinário principalmente ao metabolismo em geral.
  • (1829 - 1905)Ivan Sechenov, - obra:Reflexos do Cérebro
  • (1857 - 1927)Vladimir Bekhterev - obra: Psicologia Objetiva
  • (1849 - 1936)Ivan Pavlov, - obra: Reflexos condicionados - escola que exerceu um profundo efeito sobre a psicologia behaviorista  e teorias da aprendizagem.
  • 1917 - Dr. Fitzgerald, Médico otorrinolaringologista, americano do Hospital geral de Boston desenvolveu seu próprio método de Terapia Zonal, foi colocada em prática pela Americana , Eunice Inghram. 
  • 1930 - Eunice Ingham - Fisioterapeuta , que desenvolveu e renomeou a terapia zonal por Reflexologia, tendo executado o Mapa Reflexológico dos Pés. 
  • 1938 - Publicou o livro Histórias que os pés podem contar.
  • 1955 - Dr. Médico W. Kohbrausch Prof. de Faculdade de medicina na Alemanha, descobriu uma "Massagem Reflexógena na musculatura e tecido conjuntivo". Com esta descoberta Kohbrausch é reconhecido como a maior autoridade no mundo em reflexologia, ainda afirmou que: "Nenhum aparelho substitui as mãos". Publicou seu livro com o título: Reflex-Zonenmassage.

MENSAGENS INDÍGENAS-DAKOTA1

Caminhos1